Autor: Marielle Rojas

Entenda como é a disputa da Copa Mackenzie Metropolitana

Assim como nos outros anos, a 4ª edição da Copa Mackenzie Metropolitana será formada por 128 times de escolas de São Paulo. A mecânica da disputa é bem simples, na primeira fase serão formados 32 grupos com 4 equipes, a partir de um sorteio no Congresso Técnico, que acontece no auditório da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Sendo assim, os colégios de cada chave irão enfrentar-se entre si e, apenas os dois melhores de cada chave, passarão para a próxima etapa.

Chegando na segunda fase o time passará pelas eliminatórias (mata-mata), que garante a classificação apenas para o vencedor do confronto, chegando a 16 equipes para as oitavas de final, 8 escolas para a disputa das quartas de final e assim segue até a grande final e disputa de 3ª lugar.

Não fique de fora! Inscreva sua escola e participe do melhor campeonato de futebol society intercolegial da história!

Terceiro colocado de 2017, Colégio Tancredo Neves garante vaga na Copa Mackenzie Metropolitana 2018

A 4ª edição do melhor campeonato de futebol society intercolegial da história está chegando com muitos times experientes e bem preparados! O Colégio Tancredo Neves já se inscreveu na Copa Mackenzie Metropolitana e segue participando de todas as edições da competição!

Copa Mackenzie Metropolitana

Na temporada 2017 a equipe ficou em terceiro lugar, mas desde o início dos jogos já mostrou que não veio para brincadeira. Eles foram cabeça de chave do grupo 2 e começaram a primeira fase com um grande resultado: vencendo o Colégio Jean Jacques Rousseau por 12 a 0. Após um W.O contra o Colégio Lumière, o Tancredo protagonizou um dos maiores duelos do ano, derrotando a Escola Estadual Mário Marques por 2 a 1.

Nas eliminatórias, a equipe continuou com o bom rendimento, mas acabou eliminado pela Escola Presidente Kennedy na semifinal em um jogaço que foi para os pênaltis por 1 (3) a 1 (4). Na disputa pelo terceiro lugar, o time não deu chances para o Instituto São Francisco de Assis e venceu por 3 a 0.

Confira as colocações do Colégio:

2015 – 3º lugar

2016 – 2ºlugar

2017 – 3º lugar

Não deixe sua escola de fora! As inscrições vão até o dia 25 de maior pelo site oficial da Copa Mackenzie Metropolitana!

Veja o desempenho do Instituto de Ensino São Francisco de Assis na temporada 2017

Após três participações na Copa Mackenzie Metropolitana, o Instituto de Ensino São Francisco de Assis chegou pela primeira vez na semifinal em 2017.

Na temporada passada, a equipe fez uma boa campanha, foi cabeça de chave do grupo 8 registrando 31 gols e 9 pontos, em 7 partidas. Na primeira fase, o time já chegou goleando e venceu o Colégio Guararapes por 9 a 1 mostrando que ia dar trabalho. Na sequência derrotou o Colégio Heitor Garcia por 8 a 1 e a Escola Estadual Alexandre Von Humboldt por 1 a 0.

Na fase eliminatória não foi diferente, venceu o Colégio Salgueiro por 8 a 0 e o CED nos pênaltis, por 3 (5) a 3 (4). Nas oitavas enfrentou novamente o Colégio Heitor Garcia e aproveitou a confiança para golear mais uma vez a equipe, desta vez por 5 a 0, e avançar na competição. O jogo mais acirrado até agora foi contra o Colégio Santa Cruz, válido pelas quartas de final. A partida foi corrida e, de virada por 4 a 2, conseguiram a classificação.

Mas o Colégio Amorim, grande campeão da Copa Mackenzie Metropolitana 2017, parou o IESFA, vencendo por 5 a 1. Na disputa do terceiro lugar, o time acabou perdendo para o experiente Colégio Tancredo Neves por 3 a 0 e ficou em 4º lugar.

Conheça as punições previstas no regulamento do campeonato

De acordo com o regulamento da Copa Mackenzie Metropolitana, o campeonato possui punições que podem acarretar penas e eliminações.

Não serão toleradas indisciplinas, atitudes violentas, agressões verbais ou físicas e atitude antidesportiva, dentro ou fora do campo. Bem como, quaisquer outras ocorrências relacionadas ao árbitro, adversário, torcida adversária ou a outro qualquer envolvido.

A equipe ou atleta que provocar distúrbios ou danos materiais, além de ser punida pela Organização, será responsável por indenização provocada pelo ato.

Todos esses casos serão analisados unicamente pela Comissão Organizadora que decidirá sobre advertência, suspensão ou eliminação do jogador, equipe ou torcida nesta ou em todas as próximas competições organizadas pela Metropolitana.

17 a 0! Relembre a maior goleada da Copa Mackenzie Metropolitana 2017

A 3° edição da Copa Mackenzie Metropolitana bateu muitos recordes! O Colégio Ser, que venceu o Colégio Futuro por 17 a 0, ainda pela terceira rodada da fase de grupos e se tornou responsável pela maior goleada da história do campeonato!

Mesmo sob chuva, o Colégio Ser mostrou sua superioridade em campo. Só no primeiro tempo foram 9 gols! A equipe do Colégio Futuro já entrou com um jogador a menos, o que facilitou para o adversário mostrar seu futebol.

No segundo tempo a equipe continuou dominando a partida e marcou mais 8 gols entrando para os recordes do maior campeonato intercolegial de futebol society de São Paulo. Com a vitória, o time ficou em primeiro lugar do grupo 4 e confirmou sua classificação para a segunda fase. Porém, a equipe foi eliminada pelo vice-campeão, Escola Estadual Presidente Kennedy por 5 a 0, nas oitavas de final.

Outros jogos que também tiveram destaque por seus placares foram: Colégio Etapa 15 x 0 Colégio Batista da Penha, Escola Estadual Linneu Prestes 14 x 0 Arara Azul, Colégio Tancredo Neves 12 x 0 Colégio Jean Jacques Rousseau.

Relembre a campanha do Colégio Tancredo Neves, 3º colocado da Copa em 2017

O Colégio Tancredo Neves, chegou em 2017 a sua terceira semifinal da Copa Mackenzie Metropolitana e conquistou o 3º lugar do campeonato!

No início da temporada, a escola foi a cabeça de chave do grupo 2 e começou a primeira fase alcançando grandes resultados, vencendo o Colégio Jean Jacques Rousseau por 12 a 0 e um W.O contra o Colégio Lumière. No último jogo da etapa, protagonizou um dos maiores duelos do ano, derrotando a Escola Estadual Mário Marques por 2 a 1.

Nas eliminatórias, a equipe continuou com o bom rendimento. Derrotou o Colégio Órion por 10 a 1, o Colégio Nova Cachoeirinha por 4 a 1 e, em mais uma partida disputada, o Colégio Guilherme Dummont por 2 a 1. Sua última partida que rendeu a vaga na semi foi a mais difícil até agora. De virada, venceu a Escola Estadual Carmelinda Marques, por 4 a 2.

Porém, na semifinal foi eliminado pela Escola Presidente Kennedy em um jogaço que foi para os pênaltis por 1 (3) a 1 (4), indo para a disputa do terceiro lugar. O primeiro tempo foi equilibrado, mas na segunda etapa o Tancredo não deu chances para o Instituto São Francisco de Assis e venceu por 3 a 0.

Em 2018 a escola já está inscrita para disputar a 4ª edição da Copa Mackenzie Metropolitana 2017!

Campeão da temporada 2017, Colégio Amorim já está inscrito na Copa Mackenzie Metropolitana 2017

Após uma campanha invicta na temporada 2017 da Copa Mackenzie Metropolitana, o bicampeão Colégio Amorim já garantiu sua vaga no melhor campeonato de futebol society intercolegial de São Paulo!

A equipe teve o maior saldo de gols, responsável por 51 dos 1.213 que foram marcados pelos nossos craques ao longo da competição. Sua maior goleada foi 12 a 3 na fase eliminatória sobre o Sesi 081, de Suzano.

Sem dúvidas a final foi o melhor jogo do campeonato! Com muitas emoções e nos pênaltis, o time venceu a Escola Estadual Presidente Kennedy nos pênaltis, por  2(3) a 2(2).

Além disso, o grande artilheiro do campeonato foi Guilherme Borges, pivô do Colégio Amorim. O craque marcou 17 gols e, além do troféu, levou como prêmio uma viagem internacional.

Ainda não garantiu sua vaga? Se inscreva no site que ainda dá tempo de participar da 4ª edição da Copa Mackenzie Metropolitana!

Confira a temporada da Escola Estadual Presidente Kennedy, vice-campeã de 2017

A Escola Estadual Presidente Kennedy, localizada no Campo Limpo, zona sul de São Paulo, foi a vice-campeã da Copa Mackenzie Metropolitana 2017. Sua campanha foi marcada por muitas goleadas e por apresentar um futebol de muita habilidade individual. Ao longo da competição eles marcaram 44 gols.

Na primeira fase, no grupo 13, logo na estreia o time já mostrou sua qualidade técnica. Venceu o Colégio Califórnia Jr por 7 a 1, em uma das melhores partidas da rodada. No segundo jogo, o placar foi maior ainda, 11 a 1 contra o Colégio Monte Sinai. No último confronto da fase, a equipe manteve o ritmo e derrotou o Colégio Visconde de Porto Seguro por 2 a 0. Com estes resultados, eles se classificaram na liderança da chave, com 9 pontos.

As vitórias continuaram nas eliminatórias e, apesar da disputa começar a ficar mais difícil, vieram mais vitórias com folga: 6 a 0 contra a Escola Estadual João Caly6 a 2 sobre o Colégio Marconi e 5 a 0 no o Colégio Ser.

Nas quartas de final, tiveram um confronto muito acirrado contra o Colégio Anglo Morumbi, mas o Kennedy levou a melhor e venceu por 3 a 1,  já mostrando que seria um adversário difícil a ser batido na semifinal. No penúltimo jogo do campeonato, a equipe venceu nos pênaltis o Colégio Tancredo Neves e conseguiu a classificação com o placar final de 1 (4) a 1 (3), com destaque para o goleiro Gustavo Coutinho.

Já a final foi bem emocionante! A equipe saiu na frente no placar, mas o Colégio Amorim conseguiu o empate por 2 a 2. Nos pênaltis o adversário converteu todas as cobranças e venceu por 3 a 2, conquistando o bicampeonato.

Dia do goleiro: As “muralhas” da temporada 2017

No dia do goleiro, nada melhor do que lembrar dos nossos 2 defensores que fecharam o gol nas semifinais e na grande final da Copa Mackenzie Metropolitana 2017.

Jinwoo Lee, ajudou o Colégio Amorim a conquistar o bicampeonato e fez defesas importantes ao longo da temporada. Ele é coreano e estava no Brasil em um projeto de intercâmbio da escola.

Gustavo Coutinho, da Escola Estadual Presidente Kennedy, foi outro grande destaque do campeonato. A “muralha” fez defesas espetaculares que levaram a equipe ao segundo lugar da competição.

 

 

 

Veja como foi a campanha do Colégio Amorim, campeão da temporada 2017

O Colégio Amorim, localizado no Tatuapé, zona leste de São Paulo, foi bicampeão da Copa Mackenzie Metropolitana em 2017. O time foi invicto na temporada e marcou 51 gols em 8 jogos.

Na primeira fase, a equipe foi cabeça de chave do grupo 8 e, logo no primeiro jogo, já mostrou que não veio para brincadeira. Goleou o Sesi 081, localizado em Suzano, por 12 a 3, com destaque para o craque Guilherme Henrique Borges, o grande artilheiro do campeonato, que foi responsável por 6 gols.

Nas seguintes partidas da primeira fase, o grupo também mostrou toda sua força vencendo o Colégio Sir Isaac Newton por 8 a 0 e o Morumbi Alphaville por 3 a 0. Com os bons resultados eles se classificaram como líder da chave, com 9 pontos.

Na primeira rodada eliminatória, o Amorim não perdoou e logo de cara goleou a Escola Estadual Cândido Gonçalves Gomide por 10 a 2, com 5 gols de Guilherme. O time não parou, fez um jogaço contra a Escola Estadual Mário Marques e venceu por 5 a 2 e garantiu sua vaga para as oitavas de final.

A partir daí as disputas começaram a ficar mais difíceis. Em jogo acirrado, o Amorim venceu a Escola Estadual Carmelinda Marques, por 4 a 2 e nas quartas de final teve uma de suas partidas mais difíceis contra a Escola Estadual Antonieta Borges Alves, pelas quartas de final. A partida foi pegada e decidida nas penalidades máximas e, com o placar de 2 (2) x 2 (1), o Colégio avançou para as semifinais em busca do bicampeonato.

Na semifinal, o Amorim fez valer seu favoritismo, dominou o confronto e mostrou-se focado para a briga pelo título, vencendo o Instituto de Ensino São Francisco de Assis por 5 a 1.

Já a grande final foi a melhor partida da Copa Mackenzie Metropolitana 2017 com muitos gols, lances incríveis e emoção. Os grandes campeões enfrentaram a Escola Estadual Presidente Kennedy, que saiu na frente no placar, mas cedeu o resultado e a partida terminou 2 a 2. Nos pênaltis o Amorim converteu todas as cobranças e venceu por 3 a 2, conquistando o bicampeonato.

Além do artilheiro Guilherme Henrique Borges, a grande novidade da equipe em 2017 foram dois coreanos que participam de um programa de intercâmbio esportivo do Colégio: Jimin Yong e Jinwoo Lee. Os jogadores estão se adaptando bem, e já mostraram em campo que são bons de bola.